terça-feira, 15 de maio de 2018

Proventos e Investimentos - Maio 2018

Parcial de maio: 


Carteira -1,51% x -1,14% Ibovespa 

Proventos:

Tesouro Direto (cupons)

Yield de 0% no mês (4,07%* no ano)

Ações (dividendos e JCP)

- ITUB3 R$0,015/ação
- GRND3 R$0,73/ação*
- PTBL3 R$0,13/ação*
- TAEE11 R$1,17/ação*

Yield de 1,22% no mês (2,82% no ano)

*valores líquidos, já descontado o IR correspondente.

Aporte: Lojas Renner, Portobello e M. Dias Branco.

Bom, era isso. Bom final de maio a todos!

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Fechamento - Abril 2018

Atualização da carteira em 30/04/2018:

Com base na planilha de cotas do AdP, a carteira...

 

... teve uma valorização de -0,27% no mês (Ibovespa 0,88%)
... valorizou 2,71% no ano (Ibovespa 12,71%)
... tem uma rentabilidade histórica de 41,80
% (jan/2013)
... teve um crescimento do capital de 0,65% no mês
... tem um crescimento do capital histórico de 187,48% (jan/2013).

Com relação aos proventos (calculados pelo preço médio de compra dos ativos):

Yield das ações no mês: 0,08% (no ano, 1,63%)
Yield do TD no mês: 0% (no ano, 4,28%*)
Yield em abril: 0,07% (no ano, 1,97%)


 
Já a divisão da carteira ficou assim:



Ações:
ABEV3      11,23% 
CIEL3         9,82
GRND3     10,28%
ITUB3       11,94%
LREN3        1,97%
MDIA3        7,94%
PTBL3        6,81%
TAEE11     10,25%
VALE5      19,33% 
WEGE3    10,43%

TD:
NTN-F 010121 49,34% 
NTN-F 010123 16,30
NTN-F 010125 16,12%
NTN-F 010127 18,24%


Costumam dizer que o ano voa depois do Carnaval. Verdade. 

Mas isso acontece muito mais pela rotina do que por qualquer outro motivo. 

Eu mesmo senti isso na pele este mês, por causa das minhas férias. Foram 15 dias maravilhosamente lentos. Aproveitei muito este relógio, que parecia parado enquanto me divertia bastante.

Agora, bastou retornar à rotina e o mês já acabou.rs

Mas voltemos ao que interessa... se mês passado os proventos acabaram direcionados para a compra de Euros, este mês o aporte compensou aquela saída. Com folga.

Em grande parte isto decorreu de uma troca: os gastos deste mês eu fiz em março, quando troquei o papel-moeda. Este mês, em reais, saiu pouca coisa além das despesas obrigatórias. E de quebra ainda entrou um extra do trabalho.

Proventos:

- ITUB3 R$0,015/ação 
- MDIA3 R$0,33/ação*
- LREN3 R$0,13/ação


Compras de abril: Lojas Renner (LREN3) e Cielo (CIEL3).

Proventos previstos para maio: 

ITUB3  (R$0,015/ação) 
TAEE11 (R$0,46/ação)
GRND3 (R$0,73/ação*)

*valores líquidos, já descontado o IR correspondente.

Na última semana de abril começou a divulgação dos balanços do primeiro trimestre de 2018. As divulgações seguirão até a segunda semana de maio.

Segue relação dos ativos da minha carteira de ações com seus respectivos resultados do 1t18 (ou sua data de divulgação):

Ambev:              09/05/18
Cielo:                 02/05/18
Grendene:         R$ 156M
Itaú:                   01/02/18
Lojas Renner    03/05/18
M. Dias Branco 07/05/18
Portobello:        04/05/18
Taesa:               09/05/18
Vale:                 R$ 5,174B
Weg:                 R$ 288M

Bom, era isso. Um ótimo mês de maio a todos!

domingo, 22 de abril de 2018

Proventos e Investimentos - Abril 2018

Parcial de abril: 


Carteira -0,55% x 0,22% Ibovespa 

Proventos:

Tesouro Direto (cupons)

Yield de 0% no mês (4,28%* no ano)

Ações (dividendos e JCP)

- ITUB3 R$0,015/ação
- MDIA3 R$0,33/ação*
- LREN3 R$0,13/ação

Yield de 0,09% no mês (1,68%* no ano)

*valores líquidos, já descontado o IR correspondente.

Compra do mês: Lojas Renner (LREN3) e Cielo (CIEL3)

Bom, era isso. Bom final de abril a todos!

quinta-feira, 29 de março de 2018

Fechamento - Março 2018

Atualização da carteira em 29/03/2018:

Com base na planilha de cotas do AdP, a carteira...

 

... teve uma valorização de -1,86% no mês (Ibovespa 0,01%)
... valorizou 3,04% no ano (Ibovespa 11,73%)
... tem uma rentabilidade histórica de 43,21
% (jan/2013)
... teve um crescimento do capital de -2,84% no mês
... tem um crescimento do capital histórico de 183,40% (jan/2013).

Com relação aos proventos (calculados pelo preço médio de compra dos ativos):

Yield das ações no mês: 1,54% (no ano, 1,59%)
Yield do TD no mês: 0% (no ano, 4,28%*)
Yield em março: 1,34% (no ano, 1,94%)


 
Já a divisão da carteira ficou assim:





Ações:
ABEV3      11,72% 
CIEL3        10,08
GRND3     10,41%
ITUB3       12,36%
LREN3        1,05%
MDIA3        9,32%
PTBL3        7,19%
TAEE11     10,58%
VALE5      16,96% 
WEGE3    10,33%

TD:
NTN-F 010121 49,18% 
NTN-F 010123 16,29
NTN-F 010125 16,16%
NTN-F 010127 18,37%


Mais um março turbulento para a carteira. Um pouco melhor que o do ano passado, quando analisamos apenas o percentual, entretanto.

Ao aprofundar a análise sobre o que aconteceu este mês, os números que realmente chamaram a minha atenção foram os dos balanços das empresas - e estes foram bons, como vocês mesmos poderão ver abaixo. 

Assim, só me resta seguir aportando, na expectativa de que os preços eventualmente sigam os lucros.


Chega de divagações. Voltemos à carteira.

Proventos:

- ITUB3 R$2,20/ação* 
- WEGE3 R$0,18/ação*
- VALE3 R$0,77/ação*
- CIEL3 R$0,49/ação*


Compras de março: Lojas Renner (LREN3) e Euros. Muito mais Euros que ações, diga-se de passagem...

Proventos previstos para abril: 

ITUB3   (R$0,015/ação) 
MDIA3 (R$0,33/ação*)
LREN3 (R$0,13/ação)

*valores líquidos, já descontado o IR correspondente.

Nos últimos dias de janeiro as empresas listadas na B3 começaram a divulgar seus balanços anuais e, como consequência, do quarto trimestre de 2017. 

No caso da minha carteira, Grendene e Weg aproveitaram este momento para anunciar também proventos em ações. Seguem as propostas de ambas:

GRND3 desdobramento 1:3
WEGE3 bonificação 10:3, ao preço de R$4,0688/ação

Abaixo, listo a relação dos ativos da minha carteira de ações com seus respectivos resultados do 4t17 e também o anual:

                               4T17            (2017)
Ambev:               R$ 3,300B    (R$ 7,851B)
Cielo:                  R$ 1,109B    (R$ 4,265B)
Grendene:          R$ 251M       (R$ 661M)
Itaú:                    R$ 5,680B   (R$ 24,268B)
Lojas Renner      R$ 332M      (R$ 733M)
M. Dias Branco   R$ 201M      (R$ 844M)
Portobello:          R$ 4M           (R$ 64M)
Taesa:                 R$ 277M      (R$ 648M)
Vale:                   R$ 2,389B   (R$ 17,670B)
Weg:                   R$ 296M     (R$ 1,141
B)


Terminada a temporada de balanços, posso reafirmar o que já havia dito no fechamento de fevereiro: lucro maior, investimento crescente, redução da dívida e maior retorno ao acionista foram pontos recorrentes em praticamente todas as ações presentes na carteira.

De minha parte, o foco agora é curtir merecidas férias e viajar um pouco. Investir em cultura e auto-conhecimento nunca é dinheiro mal empregado, principalmente quando fazemos isso na companhia de quem gostamos. Ao retornar, lá pelo final de abril, começo a descobrir se o cenário do primeiro trimestre permaneceu positivo como foi o do último trimestre de 2017.


Bom, era isso. Um ótimo mês de abril a todos!

sexta-feira, 16 de março de 2018

Proventos e Investimentos - Março 2018

Parcial de março: 


Carteira -1,98% x -0,55% Ibovespa 

Proventos:

Tesouro Direto (cupons)

Yield de 0% no mês (4,28%* no ano)

Ações (dividendos e JCP)

- ITUB3 R$2,20/ação* 
- WEGE3 R$0,18/ação*
- VALE3 R$0,77/ação*
- CIEL3 R$0,49/ação*

Yield de 1,54% no mês (1,60% no ano)

*valores líquidos, já descontado o IR correspondente.

Compra do mês: Lojas Renner (LREN3)

Bom, era isso. Bom final de março a todos!

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Fechamento - Fevereiro 2018

Atualização da carteira em 28/02/2018:

Com base na planilha de cotas do AdP, a carteira...

 

... teve uma valorização de 0,39% no mês (Ibovespa 1,55%)
... valorizou 4,94% no ano (Ibovespa 12,86%)
... tem uma rentabilidade histórica de 45,25
% (jan/2013)
... teve um crescimento do capital de 0,86% no mês
... tem um crescimento do capital histórico de 191,69% (jan/2013).

Com relação aos proventos (calculados pelo preço médio de compra dos ativos):

Yield das ações no mês: 0,05% (no ano, 0,05%)
Yield do TD no mês: 0% (no ano, 4,28%*)
Yield em fevereiro: 0,04% (no ano, 0,60%)


 
Já a divisão da carteira ficou assim:


Ações:
ABEV3      10,37% 
CIEL3        11,40% 
GRND3     10,46%
ITUB3       11,56%
LREN3        0,71%
MDIA3       10,57%
PTBL3        7,40%
TAEE11      9,66%
VALE5      17,52% 
WEGE3    10,35%

TD:
NTN-F 010121 49,12% 
NTN-F 010123 16,29
NTN-F 010125 16,18%
NTN-F 010127 18,41%


Fevereiro é o menor mês do ano. Fato.

Mesmo assim, não lembro de mês onde tenha trabalhado tanto. 

Menos mal que tivemos o Carnaval para dar uma respirada. Para viver um pouco, só para variar...

Já o resultado da carteira não condiz com o que aconteceu no mês, mas é um exemplo clássico da boa e velha renda variável: tudo corria bem, com as ações dando uma rentabilidade legal, mas chegaram os 2 últimos pregões e faltou pouco para retornar ao patamar de janeiro. Faz parte...

Chega de conversa, vamos aos números!

Proventos:

- ITUB3 R$0,015/ação 
- ABEV3 R$ 0,07/ação


Compras de fevereiro: Lojas Renner (LREN3)

Proventos previstos para março: 

ITUB3   (R$2,208/ação*) 
WEGE3 (R$0,18/ação*)
CIEL3    (R$0,489/ação*)
VALE3   (R$0,772/ação*)

*valores líquidos, já descontado o IR correspondente.

Nos últimos dias de janeiro as empresas listadas na B3 começaram a divulgar seus balanços anuais e, como consequência, do quarto trimestre de 2017. 

No caso da minha carteira, Grendene e Weg aproveitaram este momento para anunciar também proventos em ações. Seguem as propostas de ambas:

GRND3 desdobramento 1:3
WEGE3 bonificação 10:3, ao preço de R$4,0688/ação

Abaixo, listo a relação dos ativos da minha carteira de ações com seus respectivos resultados do 4t17 e também o anual:

                               4T17            (2017)
Ambev:               02/03/2018   (R$ 4,551B)*
Cielo:                  R$ 1,109B    (R$ 4,265B)
Grendene:          R$ 251M       (R$ 661M)
Itaú:                    R$ 5,680B   (R$ 24,268B)
Lojas Renner      R$ 332M      (R$ 733M)
M. Dias Branco   05/03/2018   (R$ 643M)*
Portobello:          R$ 4M           (R$ 64M)
Taesa:                 R$ 277M      (R$ 648M)
Vale:                   R$ 2,389B   (R$ 17,670B)
Weg:                   R$ 296M     (R$ 1,141
B)

*somatório dos primeiros 9 meses.


Ainda não terminou a temporada de balanços, mas já posso tecer alguns comentários.

Sempre me deparo com pessoas questionando a força da retomada da economia brasileira. Tanto leigos quanto especialistas divergem acerca do que ocorre e, principalmente, do que nos aguarda no médio/longo prazo.

De fato, é muito difícil compreender o todo. São infinitas variáveis a serem levadas em consideração, muitas delas dependentes de fatores alheios à nossa vontade. 

Ainda assim, tendo por base os balanços anuais das empresas presentes na minha carteira, posso afirmar o seguinte: lucro maior, investimento crescente, redução da dívida e maior retorno ao acionista foram pontos recorrentes em todas elas.

Assim, se não posso afirmar que o Brasil finalmente entrou nos trilhos, posso muito bem dizer que as empresas que compõem a carteira seguem fazendo o seu dever de casa.

Agora, se isso irá refletir na cotação, são outros 500...rs

Bom, era isso. Um ótimo mês de março a todos!

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Proventos e Investimentos - Fevereiro 2018

Parcial de fevereiro: 


Carteira 0,41% x -0,14% Ibovespa 

Proventos:

Tesouro Direto (cupons)

Yield de 0% no mês (4,28%* no ano)

Ações (dividendos e JCP)

- ITUB3 R$0,015/ação 
- ABEV3 R$0,07/ação

Yield de 0,05% no mês (0,05% no ano)

*valores líquidos, já descontado o IR correspondente.

Compra do mês: Lojas Renner (LREN3)

Por que escolhi Lojas Renner? 

Para resumir: empresa com lucros crescentes, caixa robusto e dívida controlada. Perfeita para ser adquirida aos poucos, como eu serei obrigado a fazer devido à desproporção do meu aporte mensal quando comparado ao valor da carteira (entre 0,5% a 1% /mês).

Assim, volto a ter 10 ações na carteira e o meu objetivo para 2018 passa a ser unicamente o seu rebalanceamento.

Poderia acelerar tudo isso vendendo ativos? Poderia... Mas não vejo um cenário tão negativo que me motive a fazer isso. Bom final de fevereiro a todos!